Editorial | 07/04/2020

Nunca iríamos imaginar que a humanidade passaria por um pandemia global e todos se tornariam agentes diretos dos novos acontecimentos que estão por vir… É incrível como agora cada pessoa pode fazer a diferença gigantesca, pois dela pode haver contaminação de uma rua, bairro e até da cidade toda. Mas há aqueles que, com mente limitadíssima, não percebe a gravidade de suas ações e age como se estivesse em uma ilha, uma bolha, uma bolha onde dissemina não só o vírus do Covid-19, mas a bactéria da idiotice, a molécula infecta da imbecilidade o verme da burrice… A desinformação, o achismo e a fantasia de inimigos, conspirações, grupos de seitas secretas que planejam dominar o universo enrolando a ponta dos bigodes enquanto soam gargalhadas maléficas altas junto de seus capangas e conspiradores gordos com monóculos. 

Faz tempo que eu percebi que o mundo não é um roteiro de filme de suspense mirabolante e, que sim, dinheiro, monopólio, corrupção, ganância, ego e outros sentimentos baixos e patéticos são o que regem a economia desses “serumaninhos” que teimam em não ver que tudo por que lutam, roubam matam, mentem é para buscar a paz. Uma visão de paz torta, manipulado, distorcido, que torna a paz um produto, uma mercadora a ser comprada…  

Faça sua parte na história desse planetinha tão único, tão legal… é um momento importante que vai ser lembrado nos livros e você esta participando dele ativamente como atuante, agente transformador… Sinta isso, pense nisso, e faça o seu melhor. Não existe lado, cor, religião, política, ideologia, dinheiro, na hora de ser HUMANO. 

Faça e aconteça na história!

Um abraço deste Paquiderme  e até mais!