Segunda Gamer – 54 | American terrorism

É difícil ter mais de 40 anos e não falar de games antigos… Nostalgia? Talvez! Mas o certo é que passaram tantos jogos por estas mãos e esta cabeça que é quase impossível não fala dos clássicos.

Os jogos novos tem um lugar bem espaçoso no meu coração, mas os antigos tem um quartinho bem iluminado e bem frequentado. Por isso não poderia deixar de lembrar do ‘Desert Strike – Return to the Golf’.

Jogo em que você comanda um antigo(antes então novidade) helicóptero Apache com armas até os dentes e um tanque de combustível de um Celta. Sim, você tinha que encontrar combustível, munição e armaduras durante as fases se quiser continuá-las. Com um nível de dificuldade acima da média para os jogos da época, o jogo forçava você ver, decorar estudar e criar uma estratégia de ataque e missões senão você certamente estará fadado ao fracasso. Considerado, na época, por algumas revistas especializadas, como um dos jogos mais difíceis do mundo, este que vos fala teve a gana de conseguir terminá-lo e entrar para o seleto rol dos que finalizaram este jogo. (claro que nesse rol ninguém se conhece…).

Divertido, desafiador e extremamente relacionado com o problema do controle do petróleo por Saddam Hussein(caracterizado e caricaturado como o “MadMan”) da época. Vai fazer você babar de raiva cada vez que você tiver que resgatar alguém ou bater em algum prédio que resultará em um bom número de voltas descontroladas que poderá por em risco toda a missão. Avante soldado – missão dada é missão cumprida(mesmo que você se sinta uma droga de um cachorrinho pau mandado do Estado).

Abraços paquidérmicos e até mais.