Editorial

Estamos chegando perto da tirinha número 100 do Paquiderme Punk, e eu e nós da equipe só temos a agradecer as pessoas que leem nosso trabalho e faz deste, um de seus passatempos. Temos que comemorar também o crescente número de acessos do Brasil e vários países do mundo, em especial os EUA, que seguidamente está no topo das paradas de hits do nosso Blog. E esta aí um dos grandes mistérios que não tivemos feedback para resolver é: PORQUE OS ESTADOS UNIDOS TEM MAIOR NÚMERO DE ACESSO QUE O PRÓPRIO BRASIL??? Por favor, se alguém se pronunciar com uma teoria que for, nós agradecemos. E vamos agradecer também que a partir do n° 100, vamos relançar as tirinhas desde o começo, só que em inglês… é um processo lento, envolve mais pessoas, mas vamos fazer um esforço para futuramente as tirinhas encostarem e serem lançadas, bilíngue(projeto futuro).

É tudo muito interessante… Nós tivemos um aumento significativo de acessos e visitantes praticamente na virada do ano, reflexo disso foi nós aumentarmos o número de postagens no Blog, para responder a esses acessos. E agora, em agosto, tivemos a primeira estabilidade significativa de acessos e visitantes, mantendo o gráfico constante por dias… Essas estatísticas, para mim, são muito divertidas, porque na grande maioria das vezes, não encontramos muita lógica nelas. Nós do Paquiderme Punk Bros., continuamos fazendo o mesmo trabalho com o mesmo empenho e com a mesma liberdade que nos é característica. E a resposta do público é tão orgânica e imprevisível que torna nosso trabalho ainda mais prazeroso.

Que venham mais 100 tirinhas, que venha a Graphic Novel, que venham mais publicações, mais produtos e informações. O Paquiderme Punk esta aí para atropelar essa internet grosseira, burra e ignorante e dar um vida inteligente para nossos leitores e fãs nesta Web enfadonha. E por falar em feddback, quem quiser que mande sua carta, seu recado pergunta ou crítica… teremos o prazer de responder e quem sabe, melhorar ainda mais nossas postagens… aguardamos vocês. pode ser pelas redes sociais como Facebook, que se for legal, iremos postar no próximo Editorial.

 

Abraços paquidérmicos e avante!