Segunda Gamer – 43 | Apex Legends

Dificilmente jogo estes jogos ‘free-to-play’, justamente pela quantidade absurda de obcecados, que tira seu prazer de jogar e se iniciar nestes games online, onde o mapa vai diminuindo ao longo do tempo.

Mas por insistência dos meus alunos, fui testar o até então comentado Apex Legends…  Para falar a verdade, nos primeiros momentos, achei exatamente igual a todos os outros que estão por ai.

E NA VERDADE É! Mas alguns aspectos fez eu não o desinstalar do meu vídeo-game. Primeiramente, os gráficos, são belíssimos, agora, na segunda temporada, parece estar mais bonito ainda com os animais gigantes tomando conta do cenário. Outra, e a principal característica que me ganhou… não foi as customizações, não foi os personagens, não foi as armas, foi a mecânica do jogo que é muito bem feita e PRINCIPALMENTE, a velocidade de entrar em outra sala depois de abatido. Morreu? Vai de novo… Essa velocidade de reentrada me ganhou neste novo estilo de jogo, que ganhou as graças da gurizada e marmanjada atualmente.

Outra, ter um robô como personagem selecionável, da aquela sensação de estar controlando um remotamente, dando mais imersão… isso no meu caso(na minha viagem). Apex Legends igual em muitos aspectos, mais versátil e divertido em outros, fica pela escolha de cada jogador o seu tiroteio favorito, dentre muitos, esse é o meu. E viva os Battle Royales. (Para computadores e vídeo-games de última geração.)