Editorial | 05/05/2020

A arte nunca foi tão importante nos dias atuais, você percebeu? Filmes, séries, documentários, novelas, curtas metragens, músicas, clipes, animações, podcast, vídeos, Videoblog, Blog, Site, meme, lives… Isso só contando aquilo que utiliza uma telinha ou equipamento eletrônico.

Muita gente aproveitou para ler, aprender, conhecer… Muita gente aproveitou para aprender um instrumento, aprender tricô, croché, bordar, costurar, meditar, exercitar, cantar, brincar, jogar, e sobretudo…

…aprendeu a parar.

Observar, ponderar, formar novos conceito, novas opiniões, um novo olhar ou o não olhar mais, aceitar mais, não aceitar mais, perdoar, não perdoar, isolar, perceber…

mas acima de tudo parar.

Mas não é parar solitário, depressivo… é parar ao ponto de que tudo que se enxerga é apenas um quadro, uma imagem qualquer. É parar e sentir a si mesmo e perguntar :”Você esta bem?, Está tudo bem com você? Precisa que eu faça algo para ajudar? Gostaria de aprender a tocar violoncelo? Isso vai te fazer feliz?”.

Ai você respira um pouco mais fundo do que o de costume…

… e volta a ler, estudar, escutar música, ver filmes, séries, tutoriais, curtas, fazer croché, montar um quebra cabeças, pinta um quadro e tocar…

 

Viva a Arte.

 

Um abraço paquidérmico e até mais.